segunda-feira, 11 de julho de 2016

Campeões

“Só vou no dia 11, e vou ser recebido em festa.” Fernando Santos disse e cumpriu. Estão a chegar  os campeões europeus. Voltam no avião com o nome de um dos grandes. É Eusébio que traz para Portugal os 23 escolhidos para nos representar. Doze anos depois, a história tem um final diferente. A sorte que nos costuma falhar esteve connosco. Aos 108 minutos Éder decidiu o jogo e deu-nos a vitória. Assumiu que Cristiano  Ronaldo lhe segredou que ia marcar o golo. E marcou. O capitão saiu aos 25 minutos a chorar. Não era assim que tinha sonhado ser campeão. Mas voltou para chorar de alegria. Que se aproveite o momento para fazer das fraquezas, grandeza. Que se perceba que o importante é acreditar. Que se continue a ser um país de poetas. Aquela borboleta só podia ser nossa. Parabéns.










Bjnhos, Veronica C